PTC é a melhor legenda de 2012! FILIE-SE AO PTC

M O D E L O S

Edital de Convocação

Oficio Encaminhando Edital

Ata de Convenção Municipal

Nomeação de Credenciador

Ata Eleição Diretório Municipal

Documentos para Candidatura

Ata Eleição Executiva Municipal

Logomarca do PTC

Modelo de Diretório

Autorização de Registro Candidato

   Uso de Bens com Fins Eleitorais
   Ata Convenção de Candidatura

Ficha de Filiação

 

D O C U M E N T O S

Estatutos

Regimento Interno

Código de Ética

   Novo Diretório

Estatutos da Juventude

 

L E G I S L A Ç Ã O

lei 9.504 - lei das Eleições

Código Eleitoral Brasileiro

Lei 9.096 - lei dos Partidos

Resumo de Inelegibilidade

 

LINKS IMPORTANTES

Senado Federal

Câmara de Deputados

Assembléia Legislativa

Tribunal Regional Eleitoral

Tribunal Superior Eleitoral

 

Assine nosso boletim

Nome:
E-mail:
 
 

PTC CIDADES

A

 

 

 
MODELO DE ATA DA COLIGAÇÃO PARA A ESCOLHA DE UMA CHAPA PARA PREFEITO E VICE

MODELO DE ATA DA COLIGAÇÃO PARA A ESCOLHA DE UMA CHAPA PARA PREFEITO E VICE-PREFEITO E DE UMA CHAPA PARA VEREADORES

 

           

            A Ata da convenção municipal do Partido Trabalhista Cristão, realizada, em __ de junho de 2008, para a escolha do candidato para a escolha das eleições municipais do corrente.

           

            Aos ...... dias do mês de junho de 2008, de 9:00 às 17:00h, no endereço ..................................... nesta cidade de................................., instalou-se a convenção municipal do Partido Trabalhista Cristão, PTC, sob a presidência do Sr.º ................................., para secretariar os trabalhos,  foi lido o edital de convenção publicado no jornal ................................., de  ..../..../..., pagina ......., e/ou afixado no cartório eleitoral em ..../..../.... , ou ainda na Câmara de Vereadores. O senhor presidente disse que a convenção, como esta no edital destina-se a deliberar sobre a coligação e a escolha de candidato deste partido a prefeito e a vice-prefeito e a vereadores, para as eleições de outubro de 2008. Declarou o senhor presidente que a lista de presença acusava o comparecimento de  ........ convencionais, com direito a ........... votos. Havendo um numero legal para deliberar, não havendo nenhuma proposta de coligação passará a submeter a votos os nomes dos candidatos a prefeito, a vice-prefeito, sendo o voto secreto. Informou que está inscrita uma chapa de candidatos a prefeito e a vice-prefeitos subscrita pela comissão executiva municipal (ou a comissão diretoria provisória) ou por tantos convencionais nos termos anotados nos estatutos deste partido. Informou o sr.º presidente que os candidatos apresentaram os documento exigidos em lei, inclusive a declaração de consentimento. Designou o sr.º presidente os senhores ................ e ..............., para escrutinadores, informando ainda que as cédulas votação estavam na cabine. O senhor secretario precedeu pela lista de presença a chamada para a votação. Encerrada a votação, constatou-se que votaram .......X............... convencionais, coincidindo, as sobrecartas, com o número de votos. Contando os votos, anunciou-se o resultado para prefeito o senhor ................................., com............. votos, e a vice-prefeito, o senhor ...................... , e proclamou candidatos deste partido o senhor ............................... e .............................................. para prefeito e vice-prefeito, respectivamente. Em seguinte o senhor presidente leu o pedido de inscrição dos candidatos a vereadores assinados pela comissão executiva municipal (ou comissão provisória). Em seguida esclarecendo que havia apenas uma única chapa inscrita contendo .......X...... postulantes, e que esta chapa estava dentro dos limites fixados na lei 9.100/96, incluindo os 30% assegurados as mulheres. Ato continuo, passou a ser votação e após a mesma, indicados os mesmos escrutinadores que apuraram a votação da chapa majoritária, passou-se a apuração. O senhor presidente declarou o resultado tendo a única chapa inscrita alcançada ....... votos. Imediatamente passou-se ao sorteio dos números dos candidatos. Ficando os candidatos a vereadores escolhidos com os seus respectivos números da seguinte forma: 1. fulano, n.º00000, 2. ciclano, n.º 00001, etc... Suspensa a sessão para a lavratura da ata, foi reaberta a sessão sendo esta a ata lida, que depois que aprovada, por unanimidade, vai assinada pelo presidente, pelo secretário, pelos convencionais que o desejarem e encerrada